Fomos à CCXP: nossas impressões

December 15, 2017

 

O evento de cultura geek mais esperado do ano foi, sem dúvidas, a Comic Con Experience 2017. Mas será que o evento correspondeu às expectativas dos frequentadores? Nós, da Liga das Garotas, comparecemos aos 4 dias do evento, desde seu início ao fim. Confira nossas impressões!

 

 

Local

 

O local em que foi realizado o evento foi o São Paulo Expo, localizado no bairro Jabaquara. Os pavilhões do local eram bem amplos, o que possibilitava a circulação entre os estandes com facilidade apesar da grade quantidade de pessoas e de filas. Entrada com múltiplos acessos e filas bem organizadas, faziam a espera ser pouca apesar do grande número de frequentadores em todos os dias. A distância entre o pavilhão do evento e o estacionamento (onde inicialmente foram formadas as filas) era grande, o que podemos considerar um bom jeito de evitar que se formasse uma multidão muito concentrada: fazendo a todos caminharem!

Um dos problemas do local em que ocorreu o evento era na saída: o acesso da saída do estacionamento e do embarque e desembarque de pessoas se dava por uma pequena rotatória que também dava acesso à rodovia dos Imigrantes, tendo no final do evento um enorme trânsito que poderia causar atrasos de uma a duas horas por conta disso. Os ônibus gratuitos fornecidos para levar os visitantes ao metrô Jabaquara também ficavam sujeitos ao trânsito e, também, lotados. A fila de espera dos ônibus chegava a duas horas!

Nós, durante todos os dias, chegamos para pegar fila antes do evento abrir e só fomos embora quando Wendell Bezerra anunciava nos alto-falantes que o evento estava encerrado.

 

 

Estandes

 

Os estandes variados, com diversas atrações, atividades valendo brindes e lojas, foram com certeza um dos principais fortes do evento. Completamente voltados ao público geek, as ações fizeram a alegria da galera, que participavam das atividades promocionais dos estandes e ainda levavam um presentinho pra casa. Com certeza, os mais badalados foram os estandes da Warner, com diversos brindes de seus filmes, incluindo mochilas e "pins", e a Netflix, com atividades de suas séries e uma máquina de "garra" em que se podia ganhar uma pelúcia do filme Okja. Estes e outros estandes contavam com atividades e brindes bem bacanas, apesar da grande fila chegando a ter de três a cinco horas de espera. Outros estandes, como da Twitch, em que se tirava uma foto com os streamers e ganhava uma mochilinha, e da Foroni, em que se jogava arco e flecha e, se acertasse, ganhava um caderno ou um pôster de Legend of Zelda, também possuiam brindes legais e maior rotatividade, consequentemente, menos filas. O estande da Itubaína te presenteava com o refrigerante geladinho, ao participar das ações do estande. Lojas como a Piticas contavam com produtos exclusivos do evento, que esgotaram bem rápido!

 

Galeria: Algumas fotos que tiramos do evento!

 

Artist Alley

 

Patrocinada pela Itubaína, a Artist Alley reunia mesas com os mais diversos artistas com suas artes em exposição e venda. Os amantes de arte, quadrinhos e afins, saíram de mãos cheias, pois puderam sair com prints, bottons, "pins", adesivos, ou até desenhos feitos na hora, de seus artistas favoritos. Uma das maiores atrações da Artist Alley foi Gabriel Picolo, criador da série Icarus and the Sun e de famosas fanarts da série Teen Titans

Saímos da Artist Alley cheias de prints: uma de nossas favoritas foi a Lu McAllister, do estúdio 2Minds, com suas lindas pinturas digitais de Overwatch e seu trabalho original Plumba. Curtimos muito também os desenhos de Mochiron, Hanna Seabra, e muitas outras meninas, que comentaremos mais sobre em outro post!

 

Área cosplay

 

Sem sombra de dúvidas, a área cosplay foi a mais bem organizada que frequentamos na vida. Contando com diversas bancadas com grandes espelhos iluminados, estilo camarim, muitos trocadores e acesso exclusivo a um banheiro, a área cosplay trouxe muito conforto aos seus frequentadores. Também possuindo um guarda-volumes exclusivo e uma área de "cos help" muito completa, a vida de quem foi de cosplay ao evento foi muito facilitada e agradecemos muito por isso!

A única coisa que faltou, de acordo com relatos de cosplayers, foi a entrada exclusiva para que os cosplayers não perdessem tempo na fila. Por necessitarem de tempo para se arrumar e circular sendo mais uma atração do evento, consideramos justo que os cosplayers possuam acesso separado dos frequentadores normais, assim como foi feito na BGS (confira nossa cobertura do evento clicando aqui!).

 

Foto: Zuzu de Lucoa e Aeronfir de Furiosa na CCXP17

 

Impressões gerais: atendeu às expectativas?

 

SIM!

No geral, gostamos muito de ter atendido ao evento. Apesar de algumas das dificuldades que apontamos, a CCXP correspondeu às nossas expectativas e até nos surpreendeu! O evento foi muito divertido e estamos, com certeza, ansiosas para o ano que vem!

 

Vem #CCXP18!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Recentes

November 6, 2019

Please reload

Destaques
Please reload