Buscar
  • Livia "Little Sneasel" de Oliveira

#GenshinImpact: Guia cultural e linguístico de Inazuma!

Boa tarde, genshiners! Não é novidade para ninguém que a mais recente região lançada no jogo, Inazuma, é inspirada no Japão nos mais diversos aspectos. Como há muitos termos e referências que podem não fazer parte da bagagem de todos, a Liga resolveu trazer este guia com curiosidades para sanar suas possíveis dúvidas! E aí, partiu atingir a exploração cultural em 100%?


Santuário Narukami. Fonte: Screenshot do Programa Especial da versão 2.0


Alguns dos termos que podem parecer um pouco estranhos fazem parte, na verdade, da história do Japão há séculos! Vamos conhecer um pouquinho mais sobre eles?


SHOGUNATO: Também grafado muitas vezes como Xogunato, o termo se trata do nome dado a um tipo de regime político que durou eras no Japão. Ele foi estabelecido pela primeira vez há um tempão... na Era Kamakura, em 1185! Esse sistema era basicamente um governo militar, onde o governante tinha total controle em escolher os chefes e administradores de todas as províncias japonesas. Por conta disso, durante o período, a classe guerreira atingiu a ascensão, tendo mais prestígio do que a própria aristocracia.


BAKUFU: Esta palavra é um sinônimo para Shogunato, ou seja, o nome do sistema governamental. Significa, literalmente, "quartel-general".


SHOGUN: Ou xogum, é nada mais e nada menos do que a pessoa que controla o xogunato, ou seja, o governante! E não só isso, a palavra também refere-se a um ranking militar, demonstrando que esse líder também devia ter conhecimentos de batalha. Não é à toa que Baal leva esse título também!


Curiosidade: O sistema de governo shogunato possui semelhanças com o sistema de feudos do Ocidente. Esse regime durou de 1185 até 1868 e, claro, foi alterando-se com o tempo, até que o Japão atingiu o período Meiji, conhecido como o período de modernização!



Agora que você já descobriu um pouco sobre a história do Japão, que tal aprender o significado de algumas palavras bem recorrentes, como o nome de Baal e de algumas localizações?


Inazuma (稲妻): Ok, esse é importante! O nome da nação significa, literalmente... "raio". Esperava outra coisa?


Raiden (雷電): Baal é conhecida como Raiden Shogun, certo? A segunda palavra você já sabe, agora a primeira não é difícil de descobrir. Raiden significa "raios e trovões"!.


Narukami (鳴神): Nome dado tanto ao belíssimo santuário, a palavra possui dois ideogramas: o primeiro, naru, é relativo ao som de um eco ou de o badalar de um sino, enquanto kami é a palavra típica para deus. Porém, quando se juntam, elas se referem a um termo bem arcaico para "trovão"!


Watatsumi (海祇): Uma das localizações mais bonitas de Inazuma em minha opinião, o primeiro ideograma significa "mar", enquanto o segundo pode significar "pacífico" ou "deus local".


Tatarasuna (たたら砂): Enquanto tatara significa "fornalha", suna quer dizer "areia".


Amakane (甘金): Esta ilha leva um nome bem interessante! Ama vem da palavra "doce", enquanto kane vem de "ouro".


Caso tenha alguma outra palavra que gostaria de entender o significado, comenta aí, que estou muito disposta a ajudar. <3



Opa, que tal agora aprender um pouco sobre as lendas japonesas? Você já deve ter se deparado com este animalzinho simpático da foto acima, parecido com um guaxinim. Acontece que ele é, na verdade, um cão-guaxinim, conhecido como tanuki. Os tanukis são amplamente representados na tradição japonesa, e são criaturas folclóricas muito travessas que adoram tomar saquê. Porém, eles também são vistos como elemento que espalha felicidade e boa fortuna (oba, moras!) e, inclusive, muitos comerciantes japoneses os colocam nas portas de seus negócios para atrair clientela.


Em segundo lugar, temos as raposas, que já há tempos aparecem na cultura pop, seja em jogos ou animes! As kitsune (como é em japonês) são seres sagrados que aparecem em diversos tipos de lenda, e é por isso que podemos ver tantas referências a elas em Inazuma. Apesar da variação de histórias que as pode colocar como boas ou más, essas raposas são extremamente inteligentes. Podem ser símbolo de sorte ou proteção, como também podem adquirir forma humana para enganar os homens. São intimamente relacionadas ao deus xintoísta Inari, da prosperidade, fertilidade e cultivos de arroz. Então vamos respeitá-las bem, hein!


E para terminar este breve passeio cultural pelo Japão e por Inazuma, não podemos nos esquecer de mencionar a importância do chá. Temos a casa de chá Komore, e pode ser que a gente acabe pensando que ela seria algo tipo uma cafeteria. Mas a importância dessa bebida refere a tradições seculares no Japão, então vale citar, principalmente, a Cerimônia do Chá!


Essa cerimônia, que inclusive é praticada pela nossa queridinha Ayaka, é uma atividade japonesa que consiste na preparação e consumo do chá por anfitrião e convidado em um momento muito especial. Era uma atividade praticada especialmente pela nobreza, mas que acabou tornando-se popular com o passar do tempo. O caminho do chá necessita de quatro princípios muito importantes: harmonia, respeito, pureza e tranquilidade.


Portanto, não se afobe! A preparação do local e do chá é feita com muita delicadeza, tudo para trazer a melhor experiência para o convidado. É muito importante que todos estejam devidamente trajados e que os utensílios adequados sejam utilizados. Geralmente, quem domina a arte da cerimônia do chá também domina diversas outras artes, como a caligrafia, o arranjo de flores... então é necessário muito estudo, experiência e postura para realizar a cerimônia perfeita.



E aí, gostou das curiosidades? Ainda há muuuito mais que pode ser relatado sobre as referências culturais presentes em Inazuma. Então, se quer mais, comente ou faça sugestões do que gostaria de ver em nossas redes sociais! Espero que tenha gostado do passeio, e que sua aventura em Inazuma seja repleta de baús e diversão!




UID: 622063945













29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo