• Duine

KaBum é a grande campeã do 1º Split do CBLoL!


Neste sábado, dia sete, tivemos a disputa da grande final do 1º Split do CBLoL, valendo uma vaga no Rift Rivals e para o MSI, e nossa repórter Duine esteve lá para registrar tudinho para vocês!

O clima do jogo foi tenso. Com a KaBum vencendo por 3x2, tivemos a final mais longa do 1º Split. E não é que esse é o campeonato mais disputados de todos os tempos mesmo? Os destaques da partida focaram em Dynquedo, TitaN e MicaO, que foram mitológicos com suas Zoe, Ezreal e Jinx, respectivamente. Foram grandes momentos de tensão, em jogos compridos e alternados em vitórias. Até metade do último jogo, não se sabia quem poderia ser o grande vencedor. Todos estavam á beira de roer as próprias unhas. Era visível o cansaço das novas estrelas da KaBum contra a experiência do Exodia, mas eles conseguiram triunfar.

Em um jogo comandado pelo alto dano rápido, TitaN mostra porquê é tido como uma estrela em ascensão. O gerenciamento da equipe feito pelo capitão e suporte Riyev era rápido e escalava com maestria. Houveram jogadas de tirar o fôlego, como sacrifícios de Jockster pelo seu time e a coreografia perfeita que DyNquedo exercia com sua Zoe.

Mais tarde, na coletiva de imprensa, Duine perguntou á equipe qual eles achavam ser o maior problema para o Brasil em campeonatos ao redor do mundo. Ranger respondeu que faltava jogar "como coreano", entre risos. Disse que se empolgam muito e perdem estratégia, faltando essa frieza característica, mas que até então eles conseguem transpor, com seu early game controlado e as estratégias de Riyev. Contando com uma experiência problemática no ano anterior, todos concordam que a grande palavra chave é treino e aprendizado. Riyev ressaltou seu crescimento ao assistir streams e a levá-las á sério como treino, e não como apenas um momento de interação com os fãs. Foram unânimes ao dizer que ainda não acreditavam no título e se sentiam honrados pelo mesmo. E mesmo com pouca idade, TitaN foi categórico em dizer que acreditava que o treino o fazia tão bom, e que sua idade nada atrapalhava. Com carisma, o time se despediu e deixou na memória a molecagem tão travessa e típica do brasileiro que nos conquista nos jogos, que cria um metagame diferente á cada partida e dá esse toque tão típico.

Confira abaixo a galeria de fotos tiradas pela Duine.

#eSports #LeagueofLegends

15 visualizações